sábado

PROMESSAS


Foto de minha autoria

 Onde estás tu?!! Tu que escondeste comigo a noite nas dobras de todos os destinos, para que nada nem ninguém se colocasse  nas  loucuras por nós cometidas após cada queda do sol.
Sinto a falta desse ser...  desse homem que  me elevava ao cimo de tudo o que nunca acreditei ser capaz, esse ser que me fez doar amor com o calor da minha voz, que sonhou os meus sonhos e provou os meus beijos buscando forças para enfrentar todos os ângulos sem sentido em que a vida nos colocou.
Onde estás?!!!

Saberás a  falta que sinto de me escapar contigo pela noite e dormir no colo de cada onda desse mar que inventamos como nosso, onde  sedentos de amor reluzíamos como estrelas a cada anoitecer.
Onde estás?!!!

No silêncio de cada noite ecoa ainda a tua voz: Promete-me... promete-me que não irás parar de me seguir, que construirás nesse silêncio um hoje do ontem que fomos, com a certeza que mesmo impossível de vivermos o sonho que sonhámos ao longo dos anos, o amor estará e será sempre algo presente... promete-me!!!

PROMETO!!.... prometo, mas já não sei onde estás para que possas ouvir que te prometo tudo o que tu quiseres.
Sei apenas que onde quer que o silêncio paire e as estrelas brilhem, as minhas mãos tocarão as tuas como na primeira vez, deixando a água do mar escorrer em promessas eternas de um amor que se enche de luz todas as noites iluminando todos os que se amam em segredo.

8 comentários:

Maria disse...

Belíssimo texto, Ana. Gostaria de o saber escrever assim, pois é exactamente o que sinto...
E tinha saudades de te ler!

Beijo, Ana.

Fa menor disse...

Gostei de chegar até ti... te encontrar :)
que esta seja a primeira de muitas!

Obrigada por me encontrares.

Quanto às promessas... eu acho melhor não prometer nada...

Bjins

Pedro disse...

ç

Pedro disse...

como.... alguem pode deixar de prometer aquilo que mais deseja
, como alguem pode de deixar seguir o que ambiciona, então vale a pena correr pela estrada do sofrimento da loucura e do prazer
um grande beijo minha amiga
tinha saudades de te ler amiga

Anônimo disse...

iluminando todos os que se amam em segredo...

lindo...lindo...lindo...!
beijos da Áurea

Nilson Barcelli disse...

Belíssimo texto de esperança e de amor, minha querida amiga Ana.
Gostei imenso.
Espero que se cumpram todas as promessas que te fizeram...
Bom resto de semana.
Beijos.

Anônimo disse...

Sinto um aperto no peito ao ler-te minha Ana querida. Sei que nem sempre se escreve o que se sente, quando se tem alma de escritor é possível escrever para outros por conhecimento de outras histórias e de outras vidas mas sei que cada texto trás sempre parte de ti.
Adoro-te miúda.

Luis

Anônimo disse...

Amei este texto.Lindo,lindo.Aliás como tudo que tenho observado de ti. És uma artista estraordinaria e amo teus poemas.Um beijo.Ana Mateus